Shopping

Shoppings dão desconto em aluguel

Shopping

 

A queda nas vendas e a deterioração na situação financeira de varejistas têm forçado shoppings a renegociar algumas das obrigações dos lojistas nos custos de ocupação de pontos de venda.

O diretor de expansão da varejista Hope, Sylvio Korytowski, relata que muitos shoppings aceitaram congelar o vencimento de parcelas das chamadas “luvas”, tarifas cobradas de novos locatários para garantir o direito de utilização de um determinado ponto em um shopping. O valor, que varia de acordo com a demanda, normalmente é parcelado em 12 ou 24 meses, mas agora lojistas têm conseguido uma espécie de “perdão temporário”, passando um período sem pagar e até esticando mais as parcelas.

Esse esforço é para impedir que lojas importantes fechem em meio a alta de custos e venda fraca. No entanto, a renegociação também ofusca eventuais riscos de um estouro de inadimplência, diz Ana Paula Tozzi, presidente da GS&AGR Consultores.

A inadimplência aumentou em alguns centros de compras. Nos empreendimentos da BRMalls, a expectativa é que a taxa tenha um “aumento pequeno” no 1º trimestre na comparação com igual período de 2015, quando estava em 4,4%. Já os atrasos superiores a 25 dias no pagamento de alugueis nos shopping da Multiplan subiram para 1,9% no 4º trimestre de 2015, ante 1,7% em igual período do ano anterior. No mesmo período, a taxa de perda de aluguel dobrou e bateu 1,2%.

Redes de primeira linha, como o Iguatemi, estão concedendo descontos em shoppings da capital paulista para impedir que as redes fechem lojas em centros comerciais da grande São Paulo e do interior.

 

Fonte: O Estado de São Paulo – 28/03/2016